Edição 17 de julho de 2020

Folheie a edição completa

Leia nesta edição:

GESTO DE CARINHO | Tiveram início nesta semana as entregas de kits contendo alimentos, vale-gás e materiais de higiene que vão contemplar 600 idosos em Vera Cruz. A ajuda é custeada pelo recurso de R$ 50 mil do Fundo Estadual do Idoso e a entrega tem sido muito especial já que, além de ajudar com itens de necessidade, a caravana social tem levado música, ao som da gaita e do violão, até as casas visitadas e confortado o coração de muita gente. 

ELEIÇÕES | O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) anunciou nesta semana que será excluída a necessidade de identificação biométrica no dia da votação. A decisão é válida já para o pleito municipal que ocorre em 15 novembro, no primeiro turno. No entanto, quem não fez a biometria conforme calendário previsto para o seu município, não poderá votar, o que ocorre em Vera Cruz e Vale do Sol. Veja mais detalhes na edição deste fim de semana do Jornal Arauto. 

NA CÂMARA | O Jornal Arauto desta sexta-feira traz uma análise sobre os trabalhos na Câmara de Vereadores de Vera Cruz neste ano. No primeiro semestre foram seis projetos originados no Legislativo. Desses, quatro dizem respeito à atualização de salários de vereadores, secretários e prefeito, além do aumento do auxílio-refeição. Veja do que se tratam os outros dois projetos, bem como quais vereadores apresentaram indicações neste período.  

E MAIS | Conheça mais sobre a delegada Raquel Schneider, que atua junto à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), em Santa Cruz. Além de se dedicar à resolução de crimes, a profissional revela seus hobbies, como o ciclismo, e a paixão pela solidariedade, que inclui a distribuição de comida e agasalhos aos carentes. Veja também como as baixas temperaturas vão dar lugar ao calorão no fim de semana. Com virada do clima, médica dá dicas de cuidados importantes. Leia, ainda, sobre o cine drive-in, que ocorre amanhã à noite em Vera Cruz. Além disso, entenda mais sobre a nova reorganização das Inspetorias Veterinárias no Estado. Profissionais destacam por que produtores não serão prejudicados pela mudança.  

JornalArauto


Folheie a edição completa