Vera Cruz - RS, terça-feira, 17 de setembro de 2019
Publicado 13/08/2019 » Rural
Recurso tem, mas falta produção
Fonte: Jornal Arauto

A vera-cruzense Dorvalina Palhano gasta quase R$ 400 da sua aposentadoria em farmácia, todos os meses, por conta dos problemas de saúde que enfrenta. Para ela, que é uma das contempladas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), a cesta entregue enche um carrinho de mão, e ela transporta até em casa, no bairro Arco-Íris. É o alimento que vai para a mesa de quatro pessoas e ela faz durar por quase o mês todo, até o recebimento da cesta seguinte. Ela e outras 99 famílias receberam os itens oriundos da agricultura familiar na última semana, em entrega realizada no Ginásio Segefredo Werner (Guidão). O que chama atenção das lideranças do setor agrícola, nutricional e de desenvolvimento social do município é uma realidade que parece se repetir em muitos municípios: falta produção local. 
Existe o recurso do governo para o pagamento dos agricultores familiares, mas falta produto para incrementar as cestas. Aliás, se houvesse mais oferta de itens, mais famílias carentes poderiam ser contempladas, quem sabe outras 20, 30, 40 casas teriam mais comida na mesa.
Na entrega das cestas da última semana, 11 produtores venderam produtos: aipim, batata doce, laranja, abacate, couve chinesa, rúcula, couve folha, salsa, alface, mel, melado, tempero, limão, pão, bolo e massa. Mas cerca de 50 agricultores locais estão aptos para fornecer. O primeiro passo para vender é ter Declaração de Aptidão ao Pronaf, a DAP, para se cadastrar a estes programas. Para ter DAP, é preciso comprovar 51% da renda agrícola.
Em 2018, conta Diego Halmenschlager, auxiliar administrativo da Secretaria de Desenvolvimento Rural de Vera Cruz, foram investidos R$ 70.291 mil em 500 cestas do PAA ao longo do ano. O recurso é acessado pela Secretaria e os pedidos feitos em parceria com a Coopervec. Sobraram cerca de R$ 30 mil e, junto com o aporte de R$ 90 mil deste ano, são cerca de R$ 120 mil para o programa de alimentos em 2019. Ou seja, recurso tem. Para crescer, falta produção e produtores interessados, avalia. “Vera Cruz tem potencial para crescer. Cada produtor pode vender até R$ 6,5 mil ao ano só para o PAA, é venda garantida”, frisam Diego e o técnico agrícola Roger Severo, lembrando também que com mais produção vendida, fomenta a economia local como um todo.

Famílias do Cadastro Único receberam itens do PAA (Foto Arauto)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet