Vera Cruz - RS, quarta-feira, 19 de junho de 2019
Publicado 11/01/2019 » Geral
Cestas do PAA voltam em março em Vera Cruz
Fonte: Jornal Arauto

A falta de itens que compõem a cesta de produtos entregues às famílias mais carentes de Vera Cruz, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), impossibilita a distribuição nos meses de janeiro e fevereiro. A última entrega foi em dezembro, com uma grande variedade de produtos, salienta a nutricionista Caroline Ortolan. A retomada deve acontecer em março e o pagamento aos produtores se dará do saldo remanescente do programa, em funcionamento desde o ano passado no município.

A expectativa, frisa Caroline, é que o PAA se estenda apenas até o mês de maio, tendo em vista que o Governo Federal, responsável pela destinação da verba, não renovou o programa. Vera Cruz, porém, tem interesse em continuar recebendo o recurso, afirma a assistente social Gabriela Ferreira. Segundo ela, a entrega destas cestas, além de fomentar a agricultura familiar, fez o número de pedidos de cestas básicas com itens não perecíveis – benefício que deve ser ofertado permanentemente em algumas situações de vulnerabilidade – cair em Vera Cruz. “Assim que abrir um novo edital, vamos incentivar os produtores a se inscreverem”, assegura Gabriela.

Atualmente, cerca de 20 produtores participam do programa. Conforme Caroline, a composição das sacolas depende dos produtos que a agricultura familiar dispõe naquele mês. Em dezembro, conta a profissional, foi bem diversificada. “Mas depende muito da época do ano. Os produtos que são das agroindústrias não modificam, porque não possuem nenhum problema quanto à sazonalidade. Mas os outros sim”, explica.

E para orientar as famílias beneficiadas, que chegam a uma centena, o Município preparou uma cartilha com receitas. “Nela há receitas saudáveis que podem ser feitas com o alimento, como torta de aipim, bolo de aipim, de espinafre, priorizando as coisas assadas e não fritas”, comenta a nutricionista. Também há, por parte do Município, a preocupação em orientar quanto ao não desperdício do alimento e à conservação de maneira adequada, para que os produtos não percam a propriedade nutricional e, ao mesmo tempo, durem por mais tempo. “Alguns itens, como as folhosas, não vão durar todo o mês. Então, as famílias terão que utilizar logo. Mas salsinha, cebolinha, couve, entre outras, as famílias podem picar e guardar no congelador”, orienta.

Programa distribui alimentos para uma centena de famílias em situação de pobreza em Vera Cruz (Arquivo Arauto)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet