Vera Cruz - RS, terça-feira, 25 de setembro de 2018
Publicado 06/07/2018 » Rural
Desafio que começa a se tornar realidade
Fonte: Jornal Arauto

Há menos de uma década, o desafio para as famílias do interior de Vera Cruz era voltar a produzir alimento, pelo menos para a subsistência. Entidades rurais fizeram o alerta e a reflexão: havia muita dependência alimentar, os caminhões de outras regiões do Estado abasteciam com comida as propriedades e as hortas eram raras de se ver. O produtor parecia estar focado na monocultura do fumo, historicamente o pilar de sustento da casa, mas esquecia de botar em prática a tão falada diversificação. Pelo menos para economizar no gasto em alimento e valorizar a qualidade do que vai para a mesa. Pois o produtor parece ter aceitado o desafio.

Desde jovem, Márcio Roos dedicou seu trabalho à cultura do fumo. Primeiro como peão, depois foi avançando até conseguir seu pedaço de terra pelo programa de crédito fundiário. Ele e a esposa, Jaquelina de Andrade, deixaram o bairro São Francisco para viver na Linha Cipriano de Oliveira, onde cultivam o sustento para o casal e o filho, Tiago. Até o ano passado, a família sobreviveu do tabaco, a renda garantida com a safra. Mas o planejamento e a transformação ocorreram aos poucos, com a redução do plantio de fumo e o aumento do cultivo de alimentos. E neste ano, a migração total.
Com o apoio da Emater/RS-Ascar, CAPA, Sebrae, STR, Secretaria de Desenvolvimento Rural, Roos foi atrás de novas alternativas. Agora, prepara sua terra para a produção de hortaliças no sistema orgânico. Ele quer ofertar mais saúde para o que vai à mesa. O agrônomo da Emater local, Alberto Pinheiro, explica que a propriedade de Márcio é uma das assistidas pelo programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, que foca na segurança alimentar e na sustentabilidade. A família tem 96% de autonomia alimentar, pois produz para o consumo suas verduras, aipim, moranga, ovos, batata doce, tem carne, leite, de tudo um pouco. Começou a investir também na fruticultura, com o cultivo de bananeiras e figo. Só compra fora arroz, sal, açúcar, alguns itens industrializados. Com recursos conquistados via Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais - Feaper, vai ter toda lavoura irrigada. Mas e o mercado? Roos participa da feira da Coopervec, nas terças e aos sábados, na Praça José Bonifácio, além de comercializar para a merenda escolar e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Confira reportagem completa na edição impressa do Arauto.

Produtor de Linha Cipriano de Oliveira dedica toda sua terra para a produção de alimento (Foto Arauto)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet