Vera Cruz - RS, quarta-feira, 12 de dezembro de 2018
Publicado 10/04/2018 » Geral
Clonagem de veículos deixa Polícia em alerta
Fonte: Jornal Arauto

Normalmente, automóveis de alto padrão são roubados e modificados para serem vendidos e, em alguns casos, comprados por criminosos para serem usados em assaltos. Essa é uma característica peculiar de um crime que vem deixando em alerta a Polícia Civil de Santa Cruz e Vera Cruz: a clonagem de veículos. Desde janeiro, já foram 10 carros aprendidos nessa situação (veja quadro), sendo oito localizados em Santa Cruz e dois em Vera Cruz. Dos veículos, dois ainda dependem de perícia para confirmar a origem.

Conforme dados do Anuário de Segurança Pública, a alta no aparecimento de veículos clonados está associada ao fato do Rio Grande do Sul ser o terceiro Estado com o maior índice de roubos de veículos do país. Em ranking divulgado no final do ano passado, o estado gaúcho apresenta uma média diária de 48 roubos desse tipo, sendo a maioria deles na região metropolitana.

E é justamente da Capital e cidades vizinhas que vêm a maior parte dos veículos clonados apreendidos em Santa Cruz e Vera Cruz. Conforme o titular da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec), que investiga os casos, delegado Marcelo Chiara, a polícia está atenta. “Trata-se, normalmente, de veículos novos, da região metropolitana e que supostamente são vendidos pelas quadrilhas por valores bem abaixo do valor de mercado. Uma atribuição da Defrec é combater esse tipo de crime, já que a clonagem facilita outras ações dos criminosos, e temos obtido êxito, com várias recuperações em apenas três meses, além de alguns indivíduos já responsabilizados e indiciados por receptação e adulteração de sinal identificador”, disse. Para Chiara, também tem sido fundamental o trabalho de outros órgãos de segurança pública, como a Brigada Militar e a Fiscalização de Trânsito, que trabalharam na localização de alguns dos veículos apreendidos em 2018.

COMO CHEGAM
Ainda é um quebra-cabeça para a Polícia a forma como os veículos chegam até os municípios. Conforme Chiara, não é possível apontar um caminho específico. “As investigações estão em andamento e esse é um dos pontos que buscamos esclarecer. Ainda não temos como afirmar por onde e como eles chegam”, disse.

Investigações apuraram, até agora, que existem dois tipos de clonagem: a simples e a sofisticada (Foto Lucas Batista/Jornal Arauto)






JORNAL ARAUTO
(51) 3718-3400
Rua Jacob Blész, 38 - Vera Cruz - RS
Caixa Postal 58 - CEP: 96880-000
Copyright © 2010 - www.jornalarauto.com.br






by Sizing - Soluções para Internet